CRIARTE – Grupo de Teatro do CRIA

Uma janela aberta ao mundo das emoções

Era uma vez…
Era uma vez um gosto imenso pela Arte… representar, dançar, rir, sonhar.
Subir ao palco, incendiar de alegria o rosto de um pequeno actor.
Aquecer-se nas palmas, viver as emoções, fazer rir e chorar um público imenso.
Cai o pano, sobe aquele abraço forte… num grito de silêncio: “eu fui capaz”!
Nos bastidores, sem palavras, um mar de emoções, sente-se o sabor de uma vitória.
São jovens e adultos portadores de deficiência… vestiram-se da personagem do seu imaginário. Exigiram de si próprios o melhor desempenho. Concentraram-se e ficaram nervosos ao abrir do pano. Viveram intensamente cada instante e sentiram a glória de um verdadeiro actor.
É deliciosa a magia destes momentos. Não há letras que mostrem a forma de tudo o que sentimos quando, pela primeira vez, entramos numa sala de espectáculos e assistimos a uma peça de teatro levada à cena por pessoas portadoras de deficiência.
Entramos serenos, saímos inquietos, diferentes…

criarte
Foi assim, naquele dia 23 de Março de 2002, quando estreou o “Fantasias”, quando se abriu o pano do Cine-Teatro S. Pedro, em Abrantes, durante o Festival Nacional de Teatro Especial 2002 (FNATES 2002) inserido no âmbito das comemorações dos 25 anos do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes. Será assim, ao subir o pano para o FNATES 2007.
Mas o trabalho tinha começado muito antes. Foi em 1999 que nasceu o CRIARTE, Grupo de Teatro do Centro de Recuperação e Integração de Abrantes, na sequência de um projecto de expressão dramática e criação teatral.
O nome escolhido para o Grupo de Teatro procura sintetizar os objectivos que estiveram na sua origem. Partiu-se do CRIA, a Instituição onde nasceu o projecto e adicionou-se a Arte de bem representar. Juntaram-se estes dois ingredientes, em simbiose quase perfeita. Nasceu o CRIARTE. Trata-se de um projecto de trabalho, transversal às diferentes valências que integram a Instituição e conta com o trabalho e envolvimento de utentes e técnicos.
O teatro, assim como as artes plásticas, surgem como ferramenta terapêutica e pedagógica, promovendo e dinamizando actividades artísticas e culturais, estimulando a criatividade, a sensibilidade e as emoções.
“Fantasias”, “A princesa carochinha”, “O Rapaz de Bronze“, “Amigos de ouro”, “A cor da diferença”, “Chuva choramingas” e “História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar” são as peças levadas à cena pelo CRIARTE. Um palco, uma história, as luzes e as palmas, são passos de gigante na integração e valorização de cada um dos actores.
Uma janela aberta ao mundo das emoções!

A peça de teatro “A diferença está naquilo que somos”, do grupo CRIARTE, do Cria, apresenta uma realidade bastante presente na nossa sociedade.

A discriminação e o preconceito, são temas fulcrais na nossa peça.

Transmitimos através da representação uma mensagem, de forma a “combater” as barreiras existentes para a integração da deficiência na nossa sociedade.

O Criarte é composto por 11 utentes e 2 colaboradoras da instituição.

Toda a elaboração da peça, foi desenvolvida no Cria com dedicação e empenho de todos os membros do Criarte.

 

Estamos disponíveis para mostrar o nosso trabalho, nos eventos de Associações, instituições, juntas de freguesia, municípios, escolas entre outros.